MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DO MODELO DE D’IRIBARNE NA PRÁTICA GERENCIAL DE UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

|MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DO MODELO DE D’IRIBARNE NA PRÁTICA GERENCIAL DE UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DO MODELO DE D’IRIBARNE NA PRÁTICA GERENCIAL DE UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

Título:  MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DO MODELO DE D’IRIBARNE NA PRÁTICA GERENCIAL DE UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

Autor:   Vilma Santos Pereira de Faria

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

Data da Defesa:  13/08/2019

 

RESUMO: Essa pesquisa objetivou descrever e analisar os elementos da cultura nacional, segundo as variáveis do modelo de D’Iribarne, presentes na prática gerencial de uma instituição bancária privada, localizada na cidade de Belo Horizonte na percepção de seus gerentes. Aplicou-se a metodologia com abordagem do tipo descritivo qualitativo, especificado como interpretativo. Os sujeitos de pesquisa foram 15 gerentes, sendo oito homens e sete mulheres, todos atuantes no setor bancário. Os dados foram coletados por meio da entrevista semiestruturada e tratados por meio da técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin (1979). A tabulação qualitativa foi construída mediante análise temática, com a definição de temas relacionados aos objetivos desta pesquisa confrontadas com as categorias de D’Iribarne (1989), a saber: senso de dever; relações hierárquicas; percepção do controle; definição de responsabilidades; sanções; qualidade da cooperação e regulação. Os resultados apontaram que todas as categorias originadas dos estudos de D’Iribarne estão presentes na prática gerencial bancária. As mais evidentes foram: a) o senso de dever; b) os controles intrínsecos na prática gerencial bancária, gerando sentimento de normalidade; c) as sanções que orientam a atividade bancária e; d) a regulação arraigada na prática gerencial bancária, somada ao formalismo e ao apego excessivo às regras. Constatou-se que as relações hierárquicas tomam formas diferentes, devido às inovações tecnológicas, cada vez mais próximas do espaço virtual. A qualidade de cooperação e a definição de responsabilidades foram percebidas na instituição bancária, mas com pouco destaque. O espaço no trabalho gera cooperação, espelhando traços da cultura brasileira. O coletivismo e a divisão de tarefas compõem o perfil dos bancários. Diante dos avanços tecnológicos, verifica-se a tendência de extinção do cargo de gerente bancário. Os bancos já vêm investindo nos aplicativos mobile banking e internet banking com boa aceitação pelos clientes, tornando sua presença nas agências pouco frequentes. Os gerentes que ainda permanecem nas agências atuam apenas como consultores financeiros, ou vendedores e, devido ao reduzido número de funcionários, suas metas se tornam cada vez mais altas. Identificou-se que a forma como a cultura nacional influencia a prática gerencial da instituição bancária está relacionada à conquista dos interesses organizacionais em detrimento dos individuais. Na prática gerencial bancária, a lógica é se submeter às determinações da instituição para alcançar os interesses pessoais.

 

Palavras-chave: Cultura. Modelo de D’Iribarne. Prática gerencial bancária.

 

ABSTRACT: This research aimed to describe and analyze the elements of national culture present in the management practice of a private banking institution, located in the city of Belo Horizonte, according to the variables of D’Iribarne’s model. It was applied the methodology with qualitative descriptive approach, specified as interpretive. The research subjects were 15 managers, eight men and seven women, all working in the banking sector. Data were collected through semi-structured interviews and treated using the content analysis technique proposed by Bardin (1979). The qualitative tabulation was constructed through thematic analysis, with the definition of themes related to the objectives of this research compared with the categories of D’Iribarne (1989), namely: sense of duty; hierarchical relationships; perception of control; definition of responsibilities; sanctions; quality of cooperation and regulation. The results showed that all categories originated from D’Iribarne’s studies are present in the banking management practice. The most evident were: a) the sense of duty; b) the intrinsic controls in banking management practice, generating a feeling of normality; c) the sanctions that guide banking activity and; d) regulation rooted in banking management practice, added to formalism and excessive adherence to rules. It was found that hierarchical relationships take different forms, due to technological innovations, increasingly closer to the virtual space. The quality of cooperation and the definition of responsibilities were perceived in the banking institution, but with little emphasis. The space at work generates cooperation, mirroring traces of Brazilian culture. Collectivism and the division of tasks make up the profile of bankers. In the face of technological advances, there is a tendency towards extinction of the position of bank manager. Banks are already investing in mobile banking and internet banking applications with good acceptance by customers, making their presence in branches uncommon. Managers who remain in the branches act only as financial advisors, or salespeople, and because of the small number of employees, their goals become higher and higher. It was identified that the way national culture influences the management practice of the banking institution is related to the conquest of organizational interests over individual ones. In banking management practice, the logic is to submit to the institution’s determinations to achieve personal interests.

 

Keywords: Culture: D ‘Iribarne model, Banking management practice.

 

Área de Concentração: Organização e Estratégia

Linha de Pesquisa: Relações de Poder e Dinâmica das Organizações

Problema de Pesquisa: “Como as dimensões culturais do modelo de D’Iribarne se manifestam na prática gerencial de uma organização? ”

 

Banca Examinadora

Orientador: Prof.ª Dr.ª Marlene Catarina de Oliveira Lopes Melo – Docente

Prof.ª Dr.ª Maria Elizabeth Antunes Lima – Docente

Prof. Dr. Cristiana Fernandes de Muylder – Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO DISSERTAÇÃO -VILMA SANTOS PEREIRA DE FARIA

2019-11-27T14:50:48+00:0013.08.2019|Sem categoria|