TOMADA DE DECISÃO: análise de micro e pequenos empresários sob a óptica das finanças comportamentais.

|TOMADA DE DECISÃO: análise de micro e pequenos empresários sob a óptica das finanças comportamentais.

TOMADA DE DECISÃO: análise de micro e pequenos empresários sob a óptica das finanças comportamentais.

Título:  TOMADA DE DECISÃO: análise de micro e pequenos empresários sob a óptica das finanças comportamentais.

 

AUTOR:   Jader Rafael Corlaete de Souza Trindade

 

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

 

Data da Defesa:  13 de agosto de 2019.

 

RESUMO: Finanças comportamentais é o ramo das finanças que estuda o comportamento do agente econômico considerando a sua subjetividade, as condições ambientais e a interferência desses fatores nos processos de julgamento e tomada de decisão. A teoria ganhou força a partir de 1980 e, desde então, vem se consolidando como uma importante área de conhecimento, relacionando conceitos provenientes da teoria econômica e da psicologia cognitiva comportamental. Nesse sentido, o presente trabalho se propôs a responder quais os aspectos ligados às finanças comportamentais afetam a tomada de decisão financeira nas micro e pequenas empresas do setor gastronômico da cidade de Belo Horizonte. A pesquisa é descritiva e de abordagem qualitativa. A coleta dos dados se deu por meio de entrevistas semiestruturadas com gestores do segmento pesquisado e a análise dos dados foi realizada por meio das técnicas de análise de conteúdo. As decisões financeiras foram classificadas em cinco dimensões: contexto, planejamento, financiamento, investimento e operacional. Os principais achados sugerem que os vieses excesso confiança e excesso de otimismo estiveram presentes nas situações relacionadas à opção pelo empreendedorismo, assim como falta de um planejamento financeiro mais técnico, gestão de investimentos e pouco uso de suporte externo para a tomada de decisão. Sugere-se também a presença do viés de aversão ao arrependimento em relação às decisões de financiamento das empresas, do viés status-quo em relação à escolha da instituição financeira, dos custos afundados em algumas decisões de investimento, além das heurísticas de disponibilidade e representatividade nas decisões de opção pelo empreendedorismo e escolha da área de atuação.

 

Palavras-chave: Finanças comportamentais. Heurísticas. Vieses. Microempresa. Pequena empresa. Empreendedorismo.

 

ABSTRACT: Behavioral finance is the branch of finance that studies the behavior of the economic agent considering its subjectivity, environmental conditions and the interference of these factors in the judgment and decision making processes. The theory has gained strength since 1980 and since then has been consolidating itself as an important area of ​​knowledge, relating concepts from economic theory and cognitive behavioral psychology. In this sense, the present work aimed to answer which aspects related to behavioral finance affect the financial decision making in the micro and small companies of the gastronomic sector of the city of Belo Horizonte. The research is descriptive and has a qualitative approach. Data were collected through semi-structured interviews with managers of the researched segment and data analysis was performed using content analysis techniques. Financial decisions were classified into five dimensions: context, planning, financing, investment and operational. The main findings suggest that overconfidence and overoptimism biases were present in situations related to entrepreneurship, as well as the lack of more technical financial planning, investment management and little use of external support for decision making. It is also suggested the presence of repentance aversion bias in relation to corporate financing decisions, the status quo bias in relation to the choice of financial institution, the sunk costs in some investment decisions, and the availability and representativity heuristics. in the decisions to opt for entrepreneurship and choice of area.

 

Keywords: Behavioral finance. Heuristics Biases. Micro enterprise. Small business. Entrepreneurship.

 

RESUMEN: Finanzas conductuales es la rama de las finanzas que estudia el comportamiento del agente económico teniendo en cuenta su subjetividad, las condiciones ambientales y la interferencia de estos factores en los procesos de juicio y toma de decisiones. La teoría ha ganado fuerza desde 1980 y desde entonces se ha consolidado como una área importante de conocimiento, relacionando conceptos de la teoría económica y la psicología cognitiva conductual. En este sentido, el presente trabajo tuvo como objetivo saber qué aspectos relacionados con las finanzas conductuales afectan la toma de decisiones financieras en las micro y pequeñas empresas del sector gastronómico de la ciudad de Belo Horizonte. La investigación tiene un enfoque descriptivo y cualitativo. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas semiestructuradas con gerentes del segmento investigado y el análisis de datos se realizó utilizando técnicas de análisis de contenido. Las decisiones financieras se clasificaron en cinco dimensiones: contexto, planificación, financiación, inversión y operativa. Los principales hallazgos sugieren que los sesgos de exceso de confianza y optimismo estaban presentes en situaciones relacionadas con el espíritu empresarial, así como la falta de una planificación financiera más técnica, gestión de inversiones y poco uso de apoyo externo para la toma de decisiones. También se sugiere la presencia de un sesgo de aversión al arrepentimiento en relación con las decisiones de financiamiento corporativo, el sesgo del statu quo en relación con la elección de la institución financiera, los costos hundidos en algunas decisiones de inversión y la heurística de disponibilidad y representatividad en las decisiones de optar por el emprendimiento y la elección del área.

 

Palabras clave: finanzas conductuales. Heurística Sesgos Microempresa. Pequeña empresa Emprendimiento

 

 Área de Concentração: Organização e Estratégia

 

Linha de Pesquisa: Estratégia, Inovação e Competitividade

 

Problema de Pesquisa: “Quais os aspectos ligados às finanças comportamentais afetam a tomada de decisão financeira?”

 

Banca Examinadora

Orientador: Prof.  Gustavo Rodrigues Cunha – Docente

Prof. Dr. Hudson Fernandes Amaral – Docente

Prof. Dr. Cacilda Nacur Lorentz – Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO http://mestrado.unihorizontes.br/wp-content/uploads/2020/03/JADER-RAFAEL-CORLAETE-DE-SOUZA-TRINDADE.pdf

 

2020-03-10T18:39:26-03:0010.03.2020|Sem categoria|