Português English

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO OU ESTRATÉGIA DE SEDUÇÃO? Estudo de caso em uma empresa da indústria textil mineira.

|QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO OU ESTRATÉGIA DE SEDUÇÃO? Estudo de caso em uma empresa da indústria textil mineira.

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO OU ESTRATÉGIA DE SEDUÇÃO? Estudo de caso em uma empresa da indústria textil mineira.

Título: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO OU ESTRATÉGIA DE SEDUÇÃO? Estudo de caso em uma empresa da indústria textil mineira.

Autor:  LUIS ANTONIO PAIXAO DE REZENDE

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

Data da Defesa: 09/05/2017

Resumo: Este estudo teve por objetivo central analisar e descrever como os empregados de uma empresa inserida no setor têxtil, localizada no interior do Estado de Minas Gerais percebem a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Foram entrevistados 10 sujeitos de cada categoria socioprofissional: operacionais (linha de produção), administrativos (pessoal de escritório) e gestores (gerentes e supervisores), totalizando trinta entrevistados selecionados pelo método da “Bola de Neve”, com o critério de no mínimo sete anos de tempo de trabalho na empresa. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva, tendo sido adotado o método do estudo de caso. As categorias foram definidas a priori, a partir dos objetivos do estudo, e as subcategorias foram definidas a partir dos dados coletados. A coleta dos dados foi feita por meio de entrevistas semiestruturadas, do tipo aberta, gravadas, transcritas e analisadas por tabelas Excel, tendo como suporte a análise de conteúdo. Relacionaram-se as verbalizações dos entrevistados com os teóricos da temática QVT, principalmente Morin (2001), Limongi-França (1996), Werther e Davis (1983), Westley (1979), Hackman e Oldham (1975) e Walton (1973). Além disso, foram considerados estudos sobre o tema no Brasil e na Europa, bem como sobre as contribuições das teorias críticas da Administração para analisar as políticas e estratégias de Recursos Humanos adotadas pela organização. O estudo constatou a ausência de um programa formal de QVT na empresa, porém suas políticas e práticas de RH convergem na direção do que os autores que discutem o tema preconizam em relação à busca pela qualidade de vida e satisfação dos empregados no seu ambiente laboral. Nesse sentido, os sujeitos entrevistados, de modo geral, percebem ter qualidade de vida no seu contexto de trabalho. No entanto, se mostraram insatisfeitos, principalmente, em relação a elementos como: feedback, reconhecimento, comunicação interna, participação nos lucros e resultados da empresa e em uma das unidades pesquisadas, a ausência de políticas igualitárias para ascender na carreira, quanto ao gênero. O estudo permitiu a compreensão de que a QVT não pode ser percebida como uma prática isolada que ocorre na contramão dos fatos históricos, mas, ao contrário, ela só se efetiva se for uma expressão genuína desses fatos, bem como deve estar inserida num contexto socioeconômico coerente.

Palavras-chave: Qualidade de Vida no Trabalho. Estratégias de Sedução. Bem-estar.

Abstract: This study had as an objective to analyze and describe how employees of a company in the textile sector located in the midland of the state of Minas Gerais notice the Life Quality at Work (LQW). 10 subjects from each social-professional category were interviewed: operational (line of production), administrative (office staff) and managers (managers and supervisors), totalizing thirty interviewees selected by the “Snow Ball” method, with the 7-year work time period minimum criteria. It was a qualitative and descriptive research using the case study method. The categories were defined beforehand, starting from the goals of this study, and the subcategories were defined from the collected data. The data collection was done through semi-structured interviews which were open, recorded, transcribed and had excel-table analysis supported by analysis of content. The interviewees’ verbalizations were associated with the theorists of the thematic LQW, mainly Morin (2001), Limongi-França (1996), Werther and Davis (1983), Westley (1979), Hackman and Oldham (1975) and Walton (1973). Besides that, studies about this theme in Brazil and in Europe were taken into consideration as well as the studies about the contributions of the critical theories of Administration to analyze the policies and strategies of Human Resources adopted by the organization. The study stated the absence of a formal LQW program in the company. However, its policies and practices of HR converge towards what the authors who discuss the thematic preach about the search for life quality and employee satisfaction at the work place. This way, the subjects interviewed notice having quality of life in the work context. On the other hand, they are unsatisfied, mainly, when it comes to things such as: feedback, recognition, internal communication, profit sharing and company results and one of the units researched: the absence of egalitarian policies to career rising when it comes to gender. The study allowed the comprehension that LQW cannot be noticed as one isolated practice against historical facts, as well as it should be inserted in a coherent social-economic context.

Keywords: Life Quality at Work. Seduction Strategies. Well-being.

Área de Concentração: ORGANIZAÇÃO E ESTRATÉGIA

Linha de Pesquisa: RELAÇÕES DE PODER E DINAMICA NAS ORGANIZAÇÕES

Problema de Pesquisa: “Como a Qualidade de Vida no Trabalho é percebida pelos empregados de uma empresa inserida na indústria têxtil mineira?”

Banca Examinadora

Orientador: Profª Drª Maria Elizabeth Antunes Lima

Prof. Dr. Luciano Zille Pereira – Docente

Profª Drª Zelia Miranda Kilimnik– Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO- LUIS ANTONIO PAIXAO DE REZENDE

 

2018-11-19T16:13:35-02:0009.05.2017|Dissertação|