Título: FILHOS DO CORAÇÃO: análise da percepção dos atores envolvidos no processo de adoção de crianças e adolescentes sobre as campanhas de marketing social

|Título: FILHOS DO CORAÇÃO: análise da percepção dos atores envolvidos no processo de adoção de crianças e adolescentes sobre as campanhas de marketing social

Título: FILHOS DO CORAÇÃO: análise da percepção dos atores envolvidos no processo de adoção de crianças e adolescentes sobre as campanhas de marketing social

Autor:   Cristiane Dalves Damaceno

 

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

Data da Defesa:  11/04/2019

 

RESUMO: O tema adoção ainda é permeado de preconceitos e discriminações, sendo um assunto complexo para todos os envolvidos no processo, porque envolve vidas de seres humanos e as nuances que compõem a dinâmica de criar, conviver e viver com pessoas. Entretanto se identifica com o tema que vem sendo tratado mais abertamente tanto pelas famílias quanto pela mídia, especialmente após os anos 1980. Deste modo, é possível identificar campanhas, sejam elas realizadas por órgãos governamentais, ou não, que buscam romper preconceitos e anseios concernentes ao ato de adotar. Nesse sentido, as ações realizadas pelo governo, em suas distintas esferas, podem contribuir para maior esclarecimento da população Essas ações, chamadas de marketing social, surgem como uma possibilidade de estimular mudanças nos padrões de comportamento do indivíduo e podem contribuir, instruindo e educando a população acerca de determinada causa. Diante desses argumentos, este estudo teve o objetivo de analisar como agentes públicos que tratam do processo de adoção e pais que adotaram uma criança/adolescente percebem as campanhas de marketing social implementadas pelo governo, em prol do esclarecimento sobre o processo de adoção de crianças e adolescentes. Especificamente pretendeu-se: (I) identificar que julgamento os agentes públicos relacionados com a causa de adoção fazem acerca das ações do governo que visam esclarecer a população sobre o processo; (II) identificar e descrever elementos que os indivíduos envolvidos com o processo de adoção consideram mais importantes nas campanhas de adoção para seu engajamento; e (III) identificar os principais receios relatados pelos agentes públicos e candidatos ou pais adotivos no ato da adoção. Para tanto, em termos metodológicos, realizou-se uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa. Foram entrevistados onze pais ou candidatos à adoção de crianças ou adolescentes e oito conselheiras tutelares. Os dados foram analisados a partir da técnica de análise de conteúdo, conforme proposto por Bardin (2006). Como principal resultado identificou-se que o ato de adotar faz emergir sentimentos de amor e solidariedade, motivados pela infertilidade dos adotantes. Os principais motivos que levam à decisão de não se adotar são os preconceitos que ainda permeiam o ato de adotar, o imaginário que ainda paira na mente de quem deseja adotar, que incide sobre a família de origem da criança, percebida geralmente como marginal. Quanto às campanhas de marketing social, estas podem contribuir para um maior engajamento da população, pois, a maior contribuição de uma campanha para adoção reside na possibilidade de informar à população, bem como um meio de inseri-la na realidade dos abrigos. Cenas de comoção como histórias reais devem compor as campanhas. As agentes públicas e os adotantes percebem como falha, ineficaz e, por vezes, inexistente a atuação do governo acerca das ações de marketing social em campanhas de adoção de crianças, pois todos os sujeitos do estudo não identificaram nenhuma campanha do governo em prol da adoção. Sendo assim, de acordo com o resultado deste estudo, a aplicação das estratégias de marketing social para adoção de crianças não tem sido explorada de maneira efetiva e não alcançou seu potencial. Não há atuação do governo na promoção de campanhas, bem como no esclarecimento sobre o processo de adoção.

 

Palavras-chave: Adoção. Marketing Social. Campanhas de adoção de crianças.

 

 

ABSTRACT: The theme of adoption is still permeated by prejudice and discrimination, being a complex issue for all involved in the process, because it involves lives of human beings and nuances that make up the dynamic of raising a child, living together and living with people. However, it identifies with a theme that has been more openly addressed by both families and the media, especially after the 1980s. In this way it is possible to identify campaigns, whether carried out by governmental agencies or not, that seek to break prejudices and desires concerning the act of adopting. In this sense, the actions carried out by the government, in its different spheres, can contribute to greater clarification of the population. These actions, called social marketing, appear as a possibility to stimulate changes in the behavior patterns of the individual and can contribute, instructing and educating about a particular cause. In view of these arguments, this study aimed to analyze how public agents that deal with the adoption process and parents who adopted a child / adolescent perceive the social marketing campaigns implemented by the government, in order to clarify the process of adoption of children and adolescents. Specifically, it was intended: (I) identify which judgment the public agents related to the cause of adoption do about the actions of the government that aim to clarify the population about the process; (II) identify and describe elements that individuals involved with the adoption process consider most important in adoption campaigns for their engagement; and (III) identify the main fears reported by public agents and candidates or adoptive parents at the time of adoption For this, in methodological terms, a descriptive, qualitative approach was carried out. Eleven parents or candidates for the adoption of children or adolescents and eight counselors were interviewed. The data were analyzed using the technique of content analysis, as proposed by Bardin (2006). As main results it was identified that the act of adopting causes feelings of love and solidarity to emerge, which is often motivated by the infertility of the adopters. The main reasons that lead to the decision not to adopt are prejudices that still permeate the act of adopting, the imaginary that still hangs in the mind of those who want to adopt, that focuses on the family of origin of the child, generally seen as marginal. As for the social marketing campaigns, these can contribute to a greater commitment of the population, since the greatest contribution of a campaign for adoption would be the possibility of informing the population, as well as means of inserting it into the reality of the shelters. Commotion scenes like real stories should compose the campaigns. Public agents and adopters perceive as ineffective and sometimes non-existent government action on social marketing in child adoption campaigns, since all subjects in the study did not identify any government campaign for adoption . Thus, according to the results of this study, the application of social marketing strategies for adoption of children has not been effectively explored, and has not reached its potential. There is no government action in the promotion of campaigns, as well as in the clarification on the adoption process.

Keywords: Adoption. Social Marketing. Adoption campaigns for children.

 

Área de Concentração: Organização e Estratégia

 

Linha de Pesquisa: Estratégia, Inovação e Competitividade

 

Problema de Pesquisa: “como as ações de marketing social são percebidas por indivíduos envolvidos no processo de adoção de crianças e adolescentes?”

 

 

Banca Examinadora

 

Orientador: Prof.ª Dr.ª Caissa Veloso e Sousa

Profª. Drª. Georgiana Luna Batinga – Docente

Prof. Dr. Danilo de Oliveira Sampaio – Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO CRISTIANE DALVES DAMACENO

2019-09-21T09:03:04+00:0021.09.2019|Sem categoria|