Pesquisas em andamento

||Pesquisas em andamento
Pesquisas em andamento2017-10-18T14:32:02+00:00
GRUPO DE PESQUISA

Pesquisas em Andamento NUPEC

Projetos de pesquisa em andamento financiados pelo Centro Universitário Unihorizontes, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

1.  

EMPREENDEDORISMO EM MINAS GERAIS

Coordenador da pesquisa: Prof.ª Dr.ª Marlene Catarina de Oliveira Lopes Melo

DATA DE INÍCIO: 01/01/2009

Doutores:

Prof.ª Dr.ª CAISSA VELOSO E SOUSA

Prof.ª Dr.ª ELIANE BRAGANCA DE MATOS

Prof. Dr. LUIZ CARLOS HONORIO

Prof. Dr. WENDEL ALEX CASTRO SILVA

RESUMO:

Em um contexto de transformações econômicas, sociais e tecnológicas substanciais, o empreendedorismo é visto como fundamental por empresas, organizações, e, de forma geral, pela sociedade. O cenário caracterizado pela competitividade global impõe desafios para os gestores, os quais devem responder a demanda da sociedade por meio do desenvolvimento de inovações de produtos e processos, com fins econômicos e sociais, e oferecer, dessa forma, produtos e serviços qualificados e precificados segundo as especificações de um público consumidor cada vez mais informado. Neste contexto de mudanças e transformações constantes, a inovação e o empreendedorismo constituem figuras centrais, exigindo competências para a identificação e desenvolvimento de alternativas de sobrevivência e crescimento das organizações (SOUZA, 2002). Notavelmente, em um país com as características socioeconômicas do Brasil, o empreendedorismo e a inovação social assumem importância destacada e dada sua incipiência na literatura pertinente, constituem uma dimensão de análise em especial para o presente projeto. O objetivo geral deste projeto de pesquisa consiste em descrever e analisar os modelos mentais, a trajetória gerencial, estratégica, internacional, criativa e histórica dos empreendedores de Minas Gerais e de suas empresas. Para tanto, adotar-se-á uma pesquisa descritivo-analítica, já que se pretende identificar, compreender e comparar aspectos individuais e coletivos para empreender, os quais se mostram presentes nas empresas componentes da amostra. O projeto requer o emprego de métodos de pesquisa de natureza quantitativa e qualitativa, por meio dos quais serão desenvolvidas investigações de matriz exploratória, descritiva e explicativa.

Financiamento: FAPEMIG

—————————————————————————————————————————————————

2. 

ESTRATÉGIA E MARKETING EM AMBIENTE DE INOVAÇÃO: uma análise na perspectiva das organizações contemporâneas

Coordenador da pesquisa: Prof.ª Dr.ª Caissa Veloso e Sousa

DATA DE INÍCIO: 01/07/2015

Doutores:

Prof.ª Dr.ª ELIANE BRAGANCA DE MATOS

Prof. Dr.  GUSTAVO RODRIGUES CUNHA

Prof. Dr. REYNALDO MAIA MUNIZ

RESUMO:

O presente projeto verte-se sobre o as organizações contemporâneas, frente às mudanças ocorridas no cenário internacional e nacional e suas vertentes sociais, organizacionais e individuais, decorrentes de processos de inovação, em diferenciados contextos. Tais mudanças, mais evidentes após a segunda metade do século XX, contemplam, não estando restritas, transformações econômicas e sociais que impactaram em diversos aspectos, tanto no cotidiano dos indivíduos como organizacional e que, o âmbito dos interesses da área de Marketing, especificamente, faz-se possível identificar relações de consumo que transcendem o valor utilitário dos bens, assumindo este características mais hedônicas e menos explícitas, demandando dos atores envolvidos esforços diferenciados para o seu entendimento. Nesse contexto, relaciona-se o desenvolvimento das tecnologias da informação e a intensificação da globalização, como condutoras das organizações, sejam essas públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, a um processo de transformação (e reestruturação) interna e no relacionamento com os seus stakeholders. Ressalta-se que nesse ambiente se incluem as organizações públicas, que necessitam interagir com seu público alvo, na condução de estratégias que suportem uma melhora no bem estar social e promovam comportamentos socialmente desejáveis. Exemplos desses interesses que podem compreender escopo de interesse de determinados órgãos públicos são: doação de sangue, doação de órgãos, campanhas antitabagistas, campanhas antidrogas, entre outros. Considerando esse cenário, as discussões sobre o papel do marketing, bem como das estratégias organizacionais, passam por um contexto histórico e diferenciador, que devem considerar não apenas as organizações, como a sociedade e o indivíduo, como entes presentes no processo de transformação. Tais argumentações ensejam o desenvolvimento de quatro questões, que norteiam o projeto, a saber: i) como são formuladas as estratégias nas organizações contemporâneas?; ii) como se dão as relações de consumo e de produção no cenário contemporâneo e de inovação?; iii) é possível analisar os fenômenos que permeiam as relações de consumo, a partir de abordagens interdisciplinares e transdisciplinares, a partir de metodologias distintas, porém complementares? iv) como o marketing social pode contribuir para uma melhora do bem estar social? Espera-se que os estudos iniciados a partir desse projeto contemplem abordagens qualitativas e quantitativas de pesquisa, além de métricas que permitam a triangulação na exposição do mesmo fenômeno, ou de fenômenos similares. Nesse sentido, além dos estudos que envolvem entrevistas (individuais ou em grupos) este estudo utilizará técnicas de observação e projeção para a identificação de fenômenos relacionados ao Marketing e as Organizações

Financiamento: FAPEMIG

—————————————————————————————————————————————————

3.

ESTRATÉGIAS DE MARKETING SOCIAL EM PROL DO BEM ESTAR DA SOCIEDADE: ESTUDO DE MÚLTIPLAS DEMANDAS (não consta na plataforma sucupira)

Coordenador da pesquisa: Prof.ª Dr.ª Caissa Veloso e Sousa

Data: 01/01/2017

Doutores:

Prof.ª Dr.ª Eliane Bragança de Matos

Prof.ª Dr.ª Maria Elizabeth Antunes Lima

RESUMO:

Este projeto se situa no âmbito do marketing social, visando analisar as estratégias de marketing promovidas pelo governo e por organizações não governamentais, que têm como objetivo a melhora do bem estar social, em diversas vertentes. O bem-estar dos cidadãos é uma questão de interesse governamental, tanto no que tange ao contexto dos próprios cidadãos, quanto do governo em si. Nesse aspecto, os pesquisadores que compõem o presente projeto selecionaram algumas causas que são de interesse da sociedade e para as quais têm expertise no desenvolvimento de instrumental analítico. As causas previamente selecionadas são: álcool e drogas, câncer de mama, consumo de tabaco, doação de sangue, doação de órgãos, posse responsável de animais, proteção das crianças e adolescentes, trânsito seguro. Como objetivo geral pretende-se identificar e analisar os principais fatores que influenciam os indivíduos a adotarem comportamentos socialmente desejáveis, a partir das estratégias de marketing social promovidas pelos órgãos governamentais. De forma específica pretende-se: identificar os elementos convincentes que sensibilizam os indivíduos a adotarem comportamentos socialmente desejáveis; identificar os elementos persuasivos que influenciam os indivíduos a adotarem comportamentos socialmente desejáveis; construir modelos analíticos representem as relações entre os fatores que influenciam a intenção para a adoção de comportamento socialmente desejáveis; apresentar contribuições acerca das estratégias de marketing social adotadas em prol das causas propostas; identificar diferenças sócio-demográficas que possam justificar a adoção de estratégias distintas entre substratos da população. A metodologia estará pautada em métricas de abordagem qualitativa (entrevistas e técnicas projetivas) e quantitativas, o que permitirá a triangulação dos dados.

Financiamento: FAPEMIG

—————————————————————————————————————————————————

4.

ESTRATÉGIA E MARKETING EM AMBIENTE DE INOVAÇÃO: uma análise na perspectiva das organizações contemporâneas

Coordenador da pesquisa: Prof.ª Dr.ª Caissa Veloso e Sousa

DATA DE INÍCIO: 01/07/2015

Doutores:

Prof. Drª ELIANE BRAGANCA DE MATOS

Prof. Dr. GUSTAVO RODRIGUES CUNHA

Prof. Dr. REYNALDO MAIA MUNIZ

RESUMO:

O presente projeto verte-se sobre o as organizações contemporâneas, frente às mudanças ocorridas no cenário internacional e nacional e suas vertentes sociais, organizacionais e individuais, decorrentes de processos de inovação, em diferenciados contextos. Tais mudanças, mais evidentes após a segunda metade do século XX, contemplam, não estando restritas, transformações econômicas e sociais que impactaram em diversos aspectos, tanto no cotidiano dos indivíduos como organizacional e que, o âmbito dos interesses da área de Marketing, especificamente, faz-se possível identificar relações de consumo que transcendem o valor utilitário dos bens, assumindo este características mais hedônicas e menos explícitas, demandando dos atores envolvidos esforços diferenciados para o seu entendimento. Nesse contexto, relaciona-se o desenvolvimento das tecnologias da informação e a intensificação da globalização, como condutoras das organizações, sejam essas públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, a um processo de transformação (e reestruturação) interna e no relacionamento com os seus stakeholders. Ressalta-se que nesse ambiente se incluem as organizações públicas, que necessitam interagir com seu público alvo, na condução de estratégias que suportem uma melhora no bem estar social e promovam comportamentos socialmente desejáveis. Exemplos desses interesses que podem compreender escopo de interesse de determinados órgãos públicos são: doação de sangue, doação de órgãos, campanhas antitabagistas, campanhas antidrogas, entre outros. Considerando esse cenário, as discussões sobre o papel do marketing, bem como das estratégias organizacionais, passam por um contexto histórico e diferenciador, que devem considerar não apenas as organizações, como a sociedade e o indivíduo, como entes presentes no processo de transformação. Tais argumentações ensejam o desenvolvimento de quatro questões, que norteiam o projeto, a saber: i) como são formuladas as estratégias nas organizações contemporâneas?; ii) como se dão as relações de consumo e de produção no cenário contemporâneo e de inovação?; iii) é possível analisar os fenômenos que permeiam as relações de consumo, a partir de abordagens interdisciplinares e transdisciplinares, a partir de metodologias distintas, porém complementares? iv) como o marketing social pode contribuir para uma melhora do bem estar social? Espera-se que os estudos iniciados a partir desse projeto contemplem abordagens qualitativas e quantitativas de pesquisa, além de métricas que permitam a triangulação na exposição do mesmo fenômeno, ou de fenômenos similares. Nesse sentido, além dos estudos que envolvem entrevistas (individuais ou em grupos) este estudo utilizará técnicas de observação e projeção para a identificação de fenômenos relacionados ao Marketing e as Organizações.

Financiamento: FAPEMIG

—————————————————————————————————————————————————

5. 

LONGEVIDADE EMPRESARIAL E CARACTERÍSTICAS COMPORTAMENTAIS EMPREENDEDORAS: uma análise das micro e pequenas empresas da mesorregião do norte de minas gerais

Coordenador da pesquisa: Prof. Dr. Wendel Alex Castro Silva

DATA DE INÍCIO: 01/07/2015

RESUMO:

Este estudo tem por objetivo principal identificar a relação entre a longevidade das micro e pequenas empresas da mesorregião do Norte de Minas Gerais, e as características comportamentais atribuídas aos empreendedores de sucesso. Pode-se perceber a utilidade deste trabalho em função da lacuna existente e da importância que esse porte de organização tem para o País, com significativa representatividade na atividade empresarial nacional e com destaque ainda maior na região privilegiada como lócus da pesquisa. Visando confirmar os estudos teóricos, esta pesquisa compara as características comportamentais dos empreendedores que estão no início das atividades, com até 42 meses de atividade, com aqueles que já possuem um tempo mediano nas atividades, mais 42 meses até 84 meses de atividade, e aqueles que já estão há um longo tempo neste negócio, com mais de 84 meses de atividade. Para tanto, será realizado um estudo transversal de caráter descritivo. A população de estudo se constituirá de todos os empreendedores de pequenas e médias empresas situadas na mesorregião do Norte de Minas Gerais e a amostra será probabilística.

Financiamento: FAPEMIG