Afastamentos do trabalho por transtornos mentais e comportamentais entre servidores públicos federais

|Afastamentos do trabalho por transtornos mentais e comportamentais entre servidores públicos federais

Afastamentos do trabalho por transtornos mentais e comportamentais entre servidores públicos federais

Título:  Afastamentos do trabalho por transtornos mentais e comportamentais entre servidores públicos federais

 

Autor:   Patrícia Ferreira da Silva

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

Data da Defesa:  14/03/2019

 

RESUMO:  O artigo descreve os afastamentos do trabalho por transtorno mental e comportamental de servidores públicos federais brasileiros no período de 2012 a 2017. Trata-se de uma investigação epidemiológica de caráter descritivo, de corte transversal e de abordagem quantitativa. Seu objetivo foi o de descrever os fatores epidemiológicos referentes aos afastamentos e identificar sua prevalência, considerando as variáveis demográficas, ocupacionais e de desfecho. Os dados foram coletados do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor/SIASS e, para análise, utilizou-se da estatística descritiva, além do teste de Kruskal-Wallis. Os resultados revelam uma prevalência de transtornos mentais e comportamentais entre os servidores do sexo feminino, com a faixa etária entre 45 e 54 anos. Os servidores com mais de 26 anos no serviço público são os que apresentaram maior percentual de afastamento, além de se afastarem por períodos mais prolongados. Os cargos vinculados às áreas de administração, saúde e educação são os que apresentaram os maiores índices de afastamentos. Observou-se uma importante prevalência de episódios depressivos.

Palavras-chave: Epidemiologia; Saúde Mental; Saúde do Trabalhador.

 

ABSTRACT: The article describes the sick leaves due mental and behavioral disorders from brazilian federal civil servants from 2012 to 2017. This is a descriptive, cross-sectional and quantitative epidemiological investigation. The article aims to describe the epidemiological factors with reference work leave and to identify your prevalence, whereas demographic, occupational and work leave variables. Data were collected from the Integrated Subsystem of Health Care of the Server / SIASS and, for analysis, descriptive statistics were used, in addition to the Kruskal-Wallis test. The results reveal a prevalence of mental and behavioral disorders among the female servants, with the age group between 45 and 54 years old. The servers with more than 26 years in the public service, are the ones that presented greater percentage of remoteness, in addition to departing for longer periods. The positions related to the areas of administration, health and education are those with the highest rates of separation. A higher prevalence of depressive episodes was observed.

Key words: Epidemiology; Mental Health; Worker’s Health.

Área de Concentração: Organização e Estratégia

 

Linha de Pesquisa: Relações de Poder e Dinâmica nas Organizações.

 

Problema de Pesquisa: “quais os fatores epidemiológicos responsáveis pelos afastamentos dos servidores públicos federais no período de 2012 a 2017? ”

 

 

 

Banca Examinadora

 

Orientador: Prof.ª Dr.ª Maria Elizabeth Antunes Lima

 

Prof. Dr. Luciano Zille Pereira – Docente

 

Prof. Dr. Helian Nunes de Oliveira – Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO PATRICIA FERREIRA SILVA

2019-05-24T19:40:30+00:0014.03.2019|Sem categoria|