A INFLUÊNCIA DA INOVAÇÃO NO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: uma análise de empresas brasileiras de capital aberto

|A INFLUÊNCIA DA INOVAÇÃO NO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: uma análise de empresas brasileiras de capital aberto

A INFLUÊNCIA DA INOVAÇÃO NO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: uma análise de empresas brasileiras de capital aberto

Título:  A INFLUÊNCIA DA INOVAÇÃO NO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: uma análise de empresas brasileiras de capital aberto

 

Autor:   Marlene Ines Paula Gomes

 

Tipo de Trabalho de Conclusão: DISSERTAÇÃO

Data da Defesa:  06/06/2019

 

RESUMO: Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar a influência da inovação no desempenho econômico e financeiro de empresas brasileiras de capital aberto, listadas na B3 (Brasil, Bolsa Balcão). O referencial teórico pautou-se em artigos nacionais e internacionais da literatura sobre o tema. Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, descritiva, documental e ex post facto; com tratamento multivariado. Para tratamento estatístico dos dados foram utilizadas técnicas descritivas e técnicas de análise multivariada por meio de regressões em painel. Foram realizados testes de especificação do modelo confirmando assim se os modelos estimados atendiam aos pressupostos básicos do modelo de regressão: ausência de autocorrelação e homocedasticidade dos resíduos. Para validação dos modelos foi considerado um nível de significância (α) de 1%, 5% e 10%. Os dados utilizados no presente estudo correspondem a indicadores econômicos – financeiros obtidos no site Economatica e dados coletados no site das empresas por meio dos relatórios contábeis, de administração e de sustentabilidade das empresas brasileiras de capital aberto listadas na B3 referente ao período de 2012 a 2017. Inicialmente a composição da amostra de dados era de 640 empresas que tiveram alguns critérios de inclusão para determinar uma amostra final; sendo eles: (i) estar ativa, listada na B3, com disponibilidade de dados na base consultada; (ii) não pertencer ao setor financeiro; (iii) não estar em processo de recuperação judicial; e (iv) ter evidenciado os gastos com pesquisa e desenvolvimento no período analisado. Examinaram-se 936 relatórios de dados econômico-financeiros, compostos por relatórios de administração, relatórios de auditoria, notas explicativas e relatórios de sustentabilidade. A amostra compõe-se de 4.056 observações a partir de 172 empresas. A associação entre a percepção da influência da inovação no desempenho econômico-financeiro das empresas brasileiras foi verificada por meio da estimação de nove modelos de regressão. As proxies, utilizadas como variáveis de desempenho foram: ROA, ROE, EBITDA, EBIT, Lucro líquido, Margem líquida e LAIR. Como variáveis independentes, utilizou-se o ativo Intangível, P&D, marcas e patentes e máquinas e equipamentos. Os achados da pesquisa mostraram que a variável principal de inovação (P&D) apresenta significância estatística exercendo influência significativa sobre as proxies de performance EBITDA, EBIT, total de ativos e patrimônio líquido. Contrapondo a influência positiva detectada para as proxies de performance, anteriormente descritas, verificou-se que a variável de inovação (P&D)  impacta a (ROA) e a (ROE) de forma negativa e significativa. Não apresenta influência, estatisticamente significativa em relação às proxies de desempenho lucro líquido, margem líquida e LAIR. As variáveis de controle (Intangível, Marcas e Patentes e Máquinas e Equipamentos) exercem influência sobre as variáveis dependente EBITDA, EBIT, total de ativos. As variáveis Intangível e Máquinas e Equipamentos apresentaram significância estatística, exercendo influência sobre o capital próprio. Os resultados também apontaram uma relação positiva significativa das variáveis independentes intangível e máquinas e equipamentos sobre a Margem líquida. Marcas e Patentes apresentou relação positiva e significativa com a (ROA),o (LL) e com  o (LAIR).

 

 

Palavras-chave: Inovação. Desempenho. Desempenho econômico-financeiro.

 

ABSTRACT: This research had the major objective analyzes the influence of the innovation in economical and financial performance of Brazilian open capital companies, listed in B3 (Brazil, Bolsa Balcão). The theoretical framework was based on national and international literature articles about the subject. It is a quantitative, descriptive, documentary and ex post facto study; with multivariate treatment. For the statiscal analysis of the data was applied descriptive techniques and techniques of multivariate analysis using panel regressions. Specification tests of the model were perfomed, confirming that the estimated models atendents the basic assumptions of the regression model: absence of autocorrelation and homoscedasticity of the residuals. For the validation of the model was considered the significance level of 1%, 5% and 10%. The data used in this research correspond to economical and financial indicators of the Economatica website and data collected on the companies’s website as accounting, management and sustainability reports of Brazilian open capital companies, listed in B3 for the period from 2012 to 2017. First the composition of the data sample was of 640 companies that had some inclusion criteria to determine a final sample; being: (i) active, listed in B3, with data availability in the database consulted; (ii) not belonging to the financial sector; (iii) not being in the process of judicial recovery; and (iv) had evidenced the spends with research and development in the period. A total of 936 economic-financial data reports were compiled, including management reports, audit reports, explanatory notes and sustainability reports. The sample consists of 4,056 observations from 172 companies. The association between the perception of the influence of innovation on the economic-financial performance of Brazilian companies was verified using the estimation of nine regression models. The proxies used as performance variables were: ROA, ROE, EBITDA, EBIT, Net Income, Net Margin and LAIR. As independent variables was used Intangible assets, R & D, brands and patents, and machines and equipment. The research showed that the main innovation variable (R & D) presents statistical significance exerting a significant influence on the EBITDA, EBIT, total assets and net equity proxies. Contrasting the positive influence detected for performance proxies, previously described, was verified that the innovation variable (R & D) impacts ROA and ROE negative and significative form. It has no statistically significant influence in the proxies of performance net profit, net margin and LAIR. The control variables (Intangible, Trademarks and Patents and Machinery and Equipment) influence the dependents variables EBITDA, EBIT, total assets. The variables Intangible and Machinery and Equipment presented statistical significance, influencing the capital. The results also pointed out a significant positive relation of the independent variables intangible and machines and equipment on Net Margin. Trademarks and Patents presented a positive and significant relationship with (ROA), (LL) and (LAIR).

Keywords: Innovation. Performance. Economic and financial performance.

 

Área de Concentração: Organização e Estratégia

 

Linha de Pesquisa: Estratégia, Inovação e Competitividade

 

Problema de Pesquisa: “qual a influência da inovação no desempenho econômico-financeiro de empresas brasileiras de capital aberto listadas na B3? ”

 

 

 

Banca Examinadora

 

Orientador: Prof. Dr. Marco Aurélio Ramos

Prof. Dr.Wendel Alex Castro Silva – Docente

Prof. Dr. Juliano Lima Pinheiro – Participante Externo

 

BAIXAR ARQUIVO MARLENE INES PAULA GOMES

2019-07-30T19:55:43+00:0006.06.2019|Sem categoria|